Residência Freguesia | Adoro Arquitetura

Residência Freguesia


  • 24 nov


  • Lulu Andrade

Esta casa de dois pavimentos ganhou um projeto planejado com muito carinho para transformá-la num lar super confortável. Em busca de um espaço amplo, a escolha pela casa, localizada num condomínio particular, daria a família todo o conforto, segurança e tranquilidade que tanto buscavam. Que tal agora começarmos a falar um pouquinho dos ambientes? Todos pensados nos detalhes.

Na área íntima, cada quarto foi projetado para receber as necessidades e sonhos de cada integrante da família, conferindo personalidade ao ambiente. O quarto da filha precisava de um espaço para os seus inúmeros livros. Já o quarto do casal necessitava de lugar para receber um armário com TV integrada. Por fim, o quarto de hóspedes tinha que ter uma neutralidade para receber com todo o conforto e elegância. Desejos realizados!

As salas de jantar e estar fazem o papel de integrar a família com seus amigos e familiares num espaço social amplo, iluminado e confortável. Demolimos a parede que antes isolava a escada para que este elemento vertical se integrasse ao ambiente, criando um elemento de transição entre as áreas íntima e social da casa.

A família adora cozinhar e aproveitam os momentos das refeições para estarem juntos para conversar. Pensando nisso, a cozinha ganhou uma bancada central onde é possível reunir todos em volta de uma boa comida e um bom papo. O nicho executado em pastilha organiza os potes de temperos e deixa a bancada em “L” livre para utilização.

O projeto de iluminação utilizou integralmente lâmpadas econômicas (Led e fluorescentes) na iluminação direta e indireta. Com comandos (interruptores) independentes para cada conjunto de luminárias, os proprietários tem liberdade para criar diversas cenas de iluminação em cada ambiente.

O projeto de marcenaria foi desenvolvido pela Adoro Arquitetura utilizando a composição de folheado de madeira com a leveza das linhas minimalistas, visando o aconchego dos espaços. A escolha por esta composição de texturas nos móveis reduziu a frieza que o porcelanato existente no piso conferia a cada um dos ambientes.